Projeto Vereda das Águas

Projeto Vereda das Águas

Contextualizando o projeto

O projeto “Construindo a sustentabilidade hídrica no semiárido: captação, armazenamento e saneamento ecológico das águas na aldeia dos índios Tremembé de Telhas/CE” foi aprovado no segundo edital de 2015 do Fundo Casa. Seguindo uma proposta estética e de comunicação, o projeto recebeu o título/slogan de “Vereda das Águas”, tendo em vista que todas as suas ações estão relacionadas ao caminho das águas. Esta iniciativa faz parte do Programa Tremembé Sustentável.

O objetivo principal do “Vereda das Águas” visa assegurar a sustentabilidade hídrica, sanitária e ambiental da unidade de beneficiamento de frutas ainda em fase de implantação na comunidade de Telhas. Um projeto relativamente simples, mas bastante significativo para os beneficiários, haja vista o impacto positivo que suas ações pretendem realizar.

Logotipo vertical do projeto Vereda das Águas

Logotipo vertical do projeto Vereda das Águas

Basicamente, o projeto pretende gerar a sustentabilidade hídrica da unidade de beneficiamento de frutas por meio da captação e armazenamento de água da chuva em duas cisternas de placa, de modo a garantir água na unidade de produção durante os meses mais secos do ano. Em Telhas, assim como em muitas comunidades rurais cearenses, o abastecimento de água ainda é um problema a ser enfrentado. Apesar de existir um sistema implantado pela SESAI, ele não dá conta nem mesmo de atender plenamente o consumo familiar, o que dirá para o consumo agroindustrial.

Mas a dimensão da sustentabilidade ambiental que o projeto propõe não para por aí. Além de captar a água que vem da chuva, o Vereda das Águas também pretende tratar e reutilizar as águas cinzas, aquelas que saem das pias e chuveiros, como também as águas oriundas dos vasos sanitários. Para isso, será construído um sistema ecológico de tratamento e reutilização dessas águas.

Toda essa infraestrutura vem também acompanhada de processos pedagógicos de formação dos beneficiários para que realizem a gestão dos recursos hídricos e adotem boas práticas na utilização das águas.

Entre os resultados qualitativos, o projeto pretende:

  • Consolidar um modelo de gestão de recursos hídricos que seja econômica e ecologicamente sustentável;
  • Promover um modelo de desenvolvimento comunitário na perspectiva da convivência com o semiárido, utilizando de forma adequada e eficiente os recursos naturais disponíveis;
  • Promover a equidade de gênero através do fortalecimento organizacional e econômico das mulheres indígenas
  • Agregar valor aos produtos Tremembé pela produção limpa e ambientalmente responsável.

 

Primeira ação: oficina teórica sobre a construção de cisternas de placa

A primeira atividade realizada está diretamente ligada a um dos eixos centrais do projeto, a construção das cisternas. Seguindo a filosofia do Programa 1 Milhão de Cisternas – P1MC, a de envolver as famílias e a comunidade no processo, esta oficina foi realizada no dia 13 de junho de 2016, nas dependências da estrutura da unidade de beneficiamento de frutas e foi ministrada pelos pedreiros e mestre de obras responsáveis pela construção das cisternas de placa.

Com duração de 8 horas/aula, na oficina foi apresentado aos participantes o contexto das tecnologias sociais de convivência com o semi-árido e sua importância como alternativa ao desenvolvimento rural sustentável. Em seguida, os facilitadores focaram no processo de construção da cisterna calçadão, apresentando e discutindo o passo a passo, para que os participantes pudessem compreender cada etapa. Ao final, destacou-se os beneficios que estas tecnologias irão trazer para a comunidade, especialmente para a unidade de beneficiamento.

Além do caráter informativo, o objetivo da oficina foi capacitar a própria comunidade local no conhecimento sobre a construção de cisternas, de modo que esta tecnologia possa ser replicada futuramente nas casas dos indígenas.

 

Fotos: Ronaldo Santiago

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Apresentação 210